domingo, 31 de julho de 2016

A SOCIAL RITUAL: o ancestral na moda



As pinturas corporais são marcas das características das etnias. Essas pinturas diferenciam, também, clãs, famílias e as tintas são compostas por produtos naturais como Urucu, jenipapo, carvão, açafrão e tantos outros. Pinturas que mais que adornos significam as inúmeras identidades étnicas dos povos.
A pintura corporal tem sentido para o índio como a aliança de casamento nas sociedades não-índias, pois a pintura pode significar a posição do indivíduo no grupo ou estado civil, assim como expressar sentimentos. A pintura corporal dos povos indígenas é como se fosse a roupa do índio.
Quero chamar atenção agora para Body Art Pintura corporal. Existem países que já fazem atividades envolvendo esse tipo de trabalho que vem tornando-se mais comum do que parece. Jovens americanos saem as ruas nas festas de Halloween com os corpos pintados causando um efeito visual surpreendente, agora imagine uma festa onde a entrada seria você está com uma pintura corporal de corpo inteiro. Imagine salões de beleza especializados em Body Art Pintura corporal. Quem garante que o nú não será a nova roupa.
Você teria coragem de sair de casa assim? Ou teria respeito ou melhor olharia com respeito para um trabalho como esse? Imagine-se num salão de festa cheio de pessoas com os corpos apenas pintados.